MLC - madeira laminada colada

DE SUPERESTRUTURAS A OBJETOS DECORATIVOS A UTILIZAÇÃO DO MLC NO DESIGN DE INTERIORES

RESUMO

Este artigo científico tem como objetivo debater as características e importância da MLC (Madeira Laminada Colada), uma técnica relativamente nova de tratamento para a madeira, assim como seu uso na arquitetura e seu potencial no uso de interiores. Apesar da escassez de estudos e material científico já elaborado sobre o tema, percebemos que a técnica tem muito potencial inexplorado. A utilização de madeiras de reflorestamento faz desta técnica um processo muito sustentável, pois além de incentivar o plantio de árvores, também favorece a diminuição do uso de madeiras nobres e maciças. O material pode ser aplicado em ambientes internos, externos e até inóspitos, como regiões litorâneas e que sofrem com os sismos ou risco de incêndio, por isso desenvolver o tema tem grande relevância para o futuro próximo.

A arquitetura e o design se apropriaram de inúmeros materiais ao longo dos tempos para a construção dos espaços públicos e privados, para o desenvolvimento do mobiliário e para a decoração dos espaços.

Entre os materiais mais usados estão a madeira e hoje seus subprodutos engenheirados como o compensado, o MDF e o MLC, este último objeto de estudo deste trabalho.

MLC, sigla para Madeira Laminada Colada, também denominada como Madeira Lamelada Colada, consiste numa combinação de duas técnicas distintas, a técnica da laminação da madeira junto à técnica da colagem.

Este trabalho consiste em pesquisar e descrever as características deste material e relacionar suas propriedades com outros materiais da mesma família a partir dos exemplos atuais, novas tecnologias e pesquisas desenvolvidas através de documentação bibliográfica, entrevistas com especialistas e estudos de caso, determinando as vantagens e desvantagens em trocar outras madeiras e outros materiais pelo MLC.

Para tanto esse trabalho tem como objetivo determinar a relevância deste material e definir novos usos do MLC na área de interiores. Este material é claramente usado de forma estrutural, para fechamento de paredes estruturais, vigas, para vencer grandes vãos, mas ainda não foi tão explorado como material para mobiliário, revestimentos e uso em áreas internas.

Não existe hoje no Brasil muitos estudos, trabalhos científicos, artigos ou divulgação a respeito deste material. Mesmo tendo grande aceitação na Europa e na América do Norte não é tão difundido aqui como poderia. Muitos profissionais, inclusive arquitetos, ainda nem ouviram falar deste material. Com mais estudos e mais divulgação será possível abrir novos caminhos para o uso e desenvolvimento deste material. A Europa é pioneira e usa o MLC vastamente, mas seu uso é muito mais estrutural que estético. Além disso, o uso de madeira é muito sustentável, pois o ciclo do carbono demonstra que o corte e uso da madeira aprisiona todo o CO2 consumido pela árvore na estrutura ao invés de ser liberado numa queima ou quando a árvore morre naturalmente.

Temos duas empresas no mercado brasileiro que fabricam esse material e que possuem excelente reputação, mas existem muitas limitações na área de transporte e industrialização, reduzindo as possibilidades de fabrico do material assim como a própria arquitetura. Vias estreitas, caminhões pequenos, curvas, pontes, bairros não planejados, etc. Com tanta coisa entre a fábrica e a obra as estruturas em MLC que poderiam em teoria vencer vãos de até 100 metros se limitam a fazer estruturas de até 30 metros. A fábrica já tem suas próprias limitações, mas com alguns ajustes isso poderia ser sanado e um mundo de possibilidades se abriria aos olhos dos arquitetos e designers.

É um material muito versátil, que pode ser usado para fazer pequenas peças decorativas, revestir casas ou fabricar vigas que podem vencer grandes vãos em galpões ou anfiteatros. É o único que pode ser moldado em formatos curvos em uma peça única, além de manter as características típicas da madeira, como densidade, flexibilidade e textura, entre outros. Com os avanços das colas e da engenharia a aplicação desse material é inimaginável.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Percebemos ao longo dos capítulos anteriores o quão interessante é o uso da madeira laminada colada. É uma técnica relativamente nova, seu uso ainda é muito limitado às estruturas e vigas, mas percebemos que existe muito potencial a ser explorado.

Na área de interiores esse material é raramente explorado. Não há quase nenhum material a respeito da utilização dele em mobiliário e objetos. Esse pode ser um excelente momento para explorar novos usos e se destacar, num mundo onde as prioridades começam a mudar e que sustentabilidade é o tema nos principais fóruns e convenções. O mercado europeu e norte-americano com certeza verão com bons olhos esses novos produtos.

Com a limitação dos estudos sobre esse material no Brasil e com poucos fabricantes de MLC, além da pouca divulgação, a utilização em larga escala ainda é remota, mas esse material demostra ser um achado. A Europa usa vastamente esse material, mas são poucos os que se arriscam a propor novos usos, são poucos os que utilizam suas características únicas para inovar na arquitetura e no design, por isso ainda há muito que estudar e aprender.

A técnica é muito sustentável, da escolha da madeira à cola, podendo reutilizar ou reciclar a MLC no fim de seu ciclo, além de todos os outros fatores já citados anteriormente. Nas próximas décadas, quando a madeira nativa e as madeiras nobres estiverem quase extintas ou tão escassas que seus preços tornarão sua comercialização impraticável, o uso de madeira de reflorestamento será inevitável e essa técnica é uma excelente opção para o uso dessas madeiras na arquitetura de interiores e no design.

Texto retirado do TCC de Aninha Santiago

(restante do trabalho no acervo da Faculdade Belas Artes/SP - pós-graduação em Arquitetura, cidade e sustentatbilidade 2012 ou entre em contato com aninha@aninhasantiago.com.br)

#MLC #sustentabilidade

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle